Fique a par da atualidade

ASSEMBLEIA GERAL

Nos termos do n.º 2 do artigo 12.º dos Estatutos da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (ANDAEP), convoco todos os associados para a Assembleia Geral Ordinária, a realizar no dia 30 de junho de 2020, às 10:30 horas, na Escola Secundária Dr. Joaquim Gomes Ferreira Alves, Valadares, Vila Nova de Gaia, com a seguinte ordem de trabalhos:

  1. Apreciação e votação de relatório e contas de 2019.
  2. Apreciação e deliberação sobre plano de atividades e orçamento para 2020.
  3. Outros assuntos de interesse para a ANDAEP.

 

De acordo com os números 1 e 2 do artigo 13.º dos Estatutos e artigo 175.º do Código Civil, a Assembleia Geral reunirá à hora marcada, com a presença de, pelo menos, metade dos associados em pleno gozo dos seus direitos, ou uma hora depois, em segunda convocatória, com a presença de qualquer número de associados.

 

Vila Nova de Gaia, 14 de junho de 2020.
O Presidente da Assembleia Geral


DOWNLOAD PDF

É já no próximo dia 6 de junho de 2020 que se realiza a VIII Convenção Nacional da FNE (Federação Nacional da Educação), CONFAP (Confederação Nacional das Associações de Pais) e ANDAEP (Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas), à volta do tema “A Escola como foi, como está a ser...e como será?”, este ano e de forma excecional em formato webinar.

Deste modo, Professores, Pais, Diretores e Alunos voltam a unir-se, desta feita para uma iniciativa digital, que pretende contribuir para ajudar a determinar o caminho das escolas num presente já cheio de novos desafios, assim como para um futuro em busca de respostas educativas apropriadas, no período pós-pandemia COVID-19.

João Dias da Silva, Secretário-Geral da FNE, Jorge Ascenção, Presidente do Conselho Executivo da CONFAP e Filinto Lima, Presidente da ANDAEP, são os oradores convidados do webinar da VIII Convenção, que contará também com a participação de um grupo de alunos.

FAÇA AQUI A SUA INSCRIÇÃO

 


ORADORES

João Dias da Silva
Secretário-Geral @FNE


Licenciado em Filologia Românica, pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Diploma de Estudos Superiores Especializados em Administração Escolar, da Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto. Exerce funções docentes desde janeiro de 1973. Foi Presidente de Conselhos Diretivos entre 1980 e 1994. Presidente da Direção do Sindicato dos Professores da Zona Norte desde 16 de outubro de 1998 até abril de 2014. Presidente da UGT entre 2004 e 2009. Membro do Conselho Económico e Social entre 2004 e 2013; Membro do Conselho Permanente de Concertação Social entre 2004 e 2009. Representante dos trabalhadores portugueses no Plenário do Comité do Diálogo Social Europeu da Educação desde 2010. Secretário-Geral da Federação Nacional da Educação - FNE, desde 2004. Presidente da Associação para a Formação e Investigação em Educação e Trabalho - AFIET.


Filinto Lima
Presidente @ANDAEP


Licenciado em Direito, professor, detém pós graduação em administração e gestão escolar, membro do órgão conselho executivo/direção executiva há 25 anos, 18 dos quais como presidente/diretor. É Diretor do Agrupamento de Escolas Dr. Costa Matos, Vila Nova de Gaia (Prémio de Escola 2012 - Mérito Institucional, Louvor n.º 272-C/2013), piloto do Projeto de Autonomia e Flexibilidade Curricular. Integrou durante 2 mandatos o Conselho das Escolas (órgão consultivo do Ministério da Educação) e é Presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas. Colaborador assíduo do Público, TSF, Jornal de Notícias e outras publicações, com artigos sobre Educação. Autor e co autor de dois livros: “Memórias de Um Presidente de Conselho Executivo” e “Movimento Associativo – Um Património de Oliveira do Douro”.


Jorge Ascenção
Presidente @CONFAP


Licenciado em Gestão Financeira Instituo de Contabilidade e Administração do Porto. Mestrado em Análise de Dados e Sistemas de Apoio à Decisão - conclusão curricular – Faculdade de Economia do Porto. Pós-graduação em Gestão de Organizações Sem Fins Lucrativos, Universidade Católica do Porto. Pós-graduação e Sistema Integrados de Gestão – Universidade Fernando Pessoa. Presidente do Conselho Executivo da CONFAP. Membro do Conselho Nacional da Educação. Vereador na Câmara Municipal de Gondomar. Membro da CNPDPCJ.

Assunto: Implicações das consequências do Covid-19 no decurso do 3.º período letivo e no ano escolar 2020/2021

O eventual regresso dos alunos às escolas, no presente ano letivo, só deverá acontecer, na opinião da FNE, CONFAP e ANDAEP, desde que esteja assegurado um conjunto de condições.

Decorrida a 1.ª semana do #EstudoEmCasa (a renovada "telescola"), é a altura para fazer um balanço provisório das sessões que se aguardaram com tão grande expectativa, considerando, pessoalmente, não ter sido defraudada.

Já dizia Pitágoras: eduquemos as crianças para que não seja necessário punir os adultos.

Todas as situações difíceis, como a que nos assola atualmente, abrem portas a oportunidades de progresso e melhoria, no porvir que determinará práticas novas e desafiantes.

Nove de abril apresentou-se como o Dia D para as escolas, aguardado com enorme expectativa por todos, principalmente pelos atores e suas comunidades educativas.

“Aconteça o que acontecer”, no próximo ano lectivo vai estar “assegurada a universalidade do acesso às plataformas digitais para todos os alunos do ensino básico e secundário”.

Se os alunos do 11.º e 12.º regressarem às aulas presenciais até 26 de junho, tanto eles como professores e funcionários terão de usar obrigatoriamente máscara.

Permanecendo escudados nos seus confortáveis gabinetes ou nos seus lares, os responsáveis do ensino superior serão corresponsáveis, por omissão, do que suceder de negativo este ano.

Esta quinta-feira vai ser tomada uma decisão quanto à retoma ou não do ano letivo.

O ministro da Educação reúne-se na tarde desta terça-feira com o Conselho Nacional de Educação e de Escolas, as associações de diretores, pais, escolas profissionais e privadas.

O dia 9 de abril afigura-se uma espécie de Dia D para as escolas, com o governo a anunciar as decisões (todas?) para o 3.º período letivo.

Presidente da Associação de Diretores e Agrupamentos de Escolas Públicas garante confiar no Ministério da Educação.

Clara tem cinco anos, e todos os dias pergunta quando começa a escola. Eduarda, prestes a entrar para a faculdade, já estuda sem saber quando serão os exames nacionais.

O encerramento forçado de escolas por todo o país criou a necessidade de encontrar novos meios de ensino, à distância.

Aos novos desafios da educação tem de corresponder um novo conceito de autonomia, uma “autonomia no plural”. Ideia que implica a criação, em cada território, de uma verdadeira rede de escolas.

NOTÍCIAS

Convocatória Assembleia Geral - 30 de Junho 2020

22 Jun. 2020 Notícias

VIII Convenção Nacional

21 maio 2020 Notícias

Ofício da ANDAEP enviado ao ME - abril 2020

29 Abr. 2020 Notícias

Mensagem Conjunta FNE, CONFAP e ANDAEP

27 Abr. 2020 Notícias